O Banco de Portugal organiza uma Conferência intitulada "Growth and Reform in Europe in the Wake of Economic Crisis", a decorrer em Lisboa, em 9 maio de 2015. A Conferência pretende encorajar a reflexão acerca dos recentes processos de ajustamento e reforma na Europa, bem como das perspetivas de crescimento e das mudanças institucionais necessárias a uma trajetória sustentada de desenvolvimento.


A Conferência debate o rumo a seguir pelos países europeus, à medida que enfrentam os desafios de um período de crescimento prolongado, na sequência da crise económica e da dívida soberana.

A Conferência traz três importantes contributos:

  • Uma avaliação precoce da resposta à crise económica e da dívida soberana na Europa, em termos da dimensão das reformas e das perspetivas de crescimento sustentado;
  • Uma discussão do papel que as instituições europeias desempenharam e podem ainda desempenhar no processo de recuperação e crescimento no continente, particularmente a gestão da moeda única num espaço económico diversificado;
  • As lições que a Europa pode retirar da resposta da economia dos EUA, das suas características estruturais e instituições políticas, orçamentais e monetárias.

Os trabalhos a apresentar abrangem o tópico mais alargado de uma agenda para o crescimento e reformas estruturais, trazendo para o debate o panorama institucional na Europa. 

Os contributos retiram lições das experiências da reforma institucional na última década na Europa. Estas reformas levam em linha de conta as instituições quer a nível dos países, quer a nível europeu, nomeadamente alterações nos mecanismos de política orçamental e na governação do euro.

Ao nível dos países, a Conferência apresenta reformas no contexto dos programas de ajustamento económico ou de assistência financeira, bem como a experiência dos países que adotaram reformas voluntariamente.

A abordagem considera a experiência nos EUA, apresentada como um exemplo de uma união política, económica e monetária duradoura. É provável que o papel e a experiência dos estados nos EUA, no contexto de uma estrutura institucional americana, possam proporcionar ensinamentos relevantes aos países europeus.  

Os tópicos estarão organizados em oito apresentações da autoria de economistas de primeiro plano em cada área, incluem:

  • A agenda de reformas estruturais na Europa
  • O relacionamento entre as reformas estruturais e os ajustamentos orçamentais
  • Arquitetura institucional, reforma e gestão de crises a nível nacional
  • Perspetivas quanto a um crescimento económico sustentado na Europa
  • Vencedores e vencidos nos processos de reforma
  • Política monetária na Europa
  • Repartição de rendimento e convergência entre os países europeus
  • Demografia e crescimento

 

 

O comité científico da Conferência é constituído por:

 

  • Francesco Caselli (London School of Economics);
  • José Tavares (Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa);
  • Mário Centeno (Banco de Portugal e ISEG-Universidade de Lisboa).

 

Idioma da Conferência: inglês.